quinta-feira, março 05, 2009

Isto de bichos que sangram

Irrita-me o preconceito dos homens em relação ao período das mulheres. A mania que ficamos mais chatas e irritáveis e, principalmente, a sacramental perguntinha "Estás com o período?" quando, por alguma razão perfeitamente justificável, nos exaltamos.
Mas a verdade é que isto de sangrar 5 dias e não morrer tem muito que se lhe diga. Tenho a certeza de não estar isolada ao dizer que sim, fico mais sensível, choro por dá cá aquela palha (se bem que eu sou campeã de choro, medalhas de ouro desde 1992, sem falhar um ano) e fico, basicamente, com a neura. (Adorava ver os homens a ter período: o mundo paráva todos os meses durante uma semana, garantido.)
Outro fenómeno curioso que me assalta, normalmente no primeiro dia, é a falta de sinapses cerebrais. Não sei se o lado racional se desliga para dar lugar ao instintivo ou se as hormonas desatam aos berros com a secção da racionalidade (claramente, uma zona masculina no cérebro de todas as mulheres) até ficarem sem voz ou até a racionalidade se calar, caladinha é que ela está bem e às vezes não há pachorra para estes gajos, pá!
O que quer que seja, tenho (mais) uma certeza: não há (ainda) explicação científica para o fenómeno, basicamente porque a investigação científica deste mundo está maioritariamente entregue às bestas, perdão, aos homens, e eles além de nojentinhos, estão-se marimbando. Mas que ele acontece, acontece. O mais básico dos trocadilhos escapa-me, as conversas ficam todas sem sentido e perco o fio-à-meada mais depressa do que consigo dizer "Tens de me explicar como se eu tivesse 4 anos e estivesse com o período, vale?".
Felizmente não cheira.

2 comentários:

  1. Mas estás ou não estás com o período?

    ResponderEliminar
  2. Lolol! Isso é pergunta à irmão.

    ResponderEliminar