quarta-feira, março 18, 2009

Hoje irmão fez 30 anos

Irmão é gajo fixe, com sentido de humor que metia RAP no chinelo e inteligência que envergonhava Carl Sagan, fosse ele gajo de se envergonhar ou pudesse, já que morto não cora.
Irmão também é gajo chato, deu-me cabo da cabeça a infância toda, às vezes à pedrada, batia-me se não brincasse com ele e depois deu em dizer que eu lhe comia as meias (parece que gosto especialmente das sujinhas e azuis, não sei porquê) porque uma vez mid wrestling, que era o nosso desporto favorito até idades que envergonhavam o mundo se reveladas, enfiou-me uma meia na boca a ver se eu o largava - há que elogiar capacidades físicas desta vossa criada, a mais nova, sempre pequena demais para a idade, "vivia do ar" em pequena.
Irmão fez-me sempre rir como ninguém, mesmo que mid crying. Irmão protegeu-me como mais ninguém, mesmo quando eu não queria (rapazes, pois claro). Irmão e eu estabelecemos desde cedo telepatia e muito gozo nos deu sempre fazer o nosso truque de "em que é que estás a pensar?", "no mesmo que tu", sorriso cúmplice e gargalhada quando comparávamos, we'll be here all week.
Irmão não tem juízo nenhum e por causa disso insultam-me "Tu és mais nova do que ele?!?!", ar incrédulo. Sou, porquê, isso é indirecta de anti-rugas?
Irmão é difícil e conflituoso, but then... so am I.
Parabéns, pá!

P.S. A tua gaveta das meias tem mesmo bom aspecto...

4 comentários:

  1. Que munito... Parabens, irmao!

    ResponderEliminar
  2. obrigado, só li isto hoje por indicação de outra irmã...

    obrigado!

    beijinhos

    the bro!

    ResponderEliminar